NASA usará sondas espaciais de IA para procurar vida em Marte

A NASA usará um sistema de inteligência artificial em sondas espaciais para procurar sinais de vida em Marte e outros planetas nas próximas missões. O anúncio foi feito na quinta-feira (25), durante a conferência de Geoquímica da Goldschmidt.

Segundo a agência espacial americana, o sistema inteligente poderá identificar assinaturas geoquímicas da vida em amostras colhidas no planeta vermelho. Após este trabalho inicial, o equipamento enviará os dados apenas para o controle da missão, na Terra, quando encontrar algo realmente importante.

O algoritmo já passou por treinamento que incluiu a análise de centenas de amostras de rochas e milhares de comprimentos de onda de radiação. E os primeiros resultados foram animadores, porque ao processar um espectro de um composto desconhecido, ele foi capaz de categorizá-lo com precisão de até 94%, além de combiná-lo com amostras vistas anteriormente 87% das vezes.

Marte

Agora, o objetivo é refinar ainda mais a inteligência artificial, para que ela possa estar presente na missão ExoMars, lançada entre 2021 e 2023. A NASA também quer usar sondas espaciais inteligentes em futuras missões às luas de Saturno e Júpiter.

Economia de tempo e dinheiro

Enviar dados de robôs para terra custa tempo e dinheiro, sobrecarregando o trabalho dos astrônomos. Mas isso mudará com o novo sistema, de acordo com Eric Lyness, pesquisador do Centro de Vôo Espacial da NASA.

"Ao usar a IA para fazer uma análise inicial dos dados após a coleta, antes de serem enviados de volta à Terra, a NASA pode otimizar o que recebemos, aumentando muito o valor científico das missões espaciais", disse o cientista.

Quanto à líder de pesquisa Victoria Da Poian, a novidade dá um “passo visionário na exploração espacial”, mostrando que os computadores podem ter a mesma capacidade do homem para tomar decisões prioritárias.

 
Fonte: Regard
 



Nenhum comentário