Onde surgiu as festas juninas?

As festas juninas surgiram nos países europeus católicos e eram chamadas de “joaninas”, em homenagem a um santo católico, São João.

Elas foram trazidas para o Brasil no período colonial, pelos portugueses. A princípio, comemorava-se apenas a festa de São João, depois, como os dias de São Pedro e Santo Antônio aconteciam no mesmo mês, foram incorporados às festas juninas.
 
festas juninas

Com o passar do tempo, as festas juninas foram ganhando características das várias regiões do nosso país. Elas hoje fazem parte do folclore brasileiro, com as fogueiras, bandeirinhas coloridas, barracas de comidas típicas e as danças de quadrilha. São tão populares quanto o carnaval.

Apesar de todo o Brasil comemorar as festas juninas, é na Região Nordeste que elas são mais difundidas. Campina Grande, na Paraíba, e Caruaru, em Pernambuco, são cidades famosas por suas festas e concursos de quadrilhas.
 
festas juninas

O mês de junho é aproveitado também para agradecer aos santos pela colheita farta, principalmente a do milho. Não é à toa que a maioria das comidas típicas das festas juninas são feitas de milho, afinal, junho é mês de colhê-lo em muitas regiões.

Tem opção pra todos os gostos: pamonha, curau, milho cozido, canjica (ou munguzá), cuscuz, pipoca, bolo de milho, broa de milho, bolo de fubá. Outras comidas típicas do período junino são pé-de-moleque, paçoca, arroz doce e quentão. Eta trem bão!
 
festas juninas

As roupas para dançar quadrilha são um espetáculo à parte. Os homens, vestidos de camisas xadrez, e as mulheres, de vestidos de chita coloridos e chapéus de palha, retratam um Brasil caipira. Em muitos estados, são promovidos grandes concursos de quadrilha.

Cuidados:

Os fogos de artifícios e as bombinhas, que tanto encantam adultos e crianças, devem ser manuseados apenas por pessoas que tenham habilidade. Eles são explosivos, portanto, muito perigosos. Podem causar acidentes, queimaduras graves, amputações e até morte.
 
Fonte: EBC 


Nenhum comentário