Uma nova ameaça é detectada no Google Chrome, que pode roubar detalhes pessoais importantes.

Os usuários do Google Chrome estão sendo avisados quando uma nova ameaça é detectada, o que pode impedir o roubo dados pessoais importantes.

Se você usa o Chrome, você deve estar ciente de uma nova ameaça que pode deixar seus dados pessoais e privados expostos a hackers.

A questão, que foi identificada pela empresa de cibersegurança Eleven Paths. Consiste numa extensão do Chrome para roubar dados de formulários preenchidos em sites visitados pela vítima. 

Essa extensão foi descoberta pela primeira vez no ano passado com a Eleven Paths, recentemente postaram no blog dizendo que ela está muito ativa.

Google Chrome
Image: Google
 
Falando sobre como a extensão está encontrando seu caminho para os navegadores, Eleven Paths explicou: "Em vez de direcionar vítimas através de buscas ou email massivo, o que tornaria esta campanha muito mais bem sucedida mas ao mesmo tempo muito mais 'detectável', os hackers optaram por outro método"

"Eles infectam sites usando um JavaScript que pode detectar se o navegador é o Chrome"

"Nesse caso, eles apenas redirecionam para um site indicando aos usuários que eles devem instalar o Flash e, em seguida, são redirecionados para essa extensão." 

Com muitas pessoas usando formulários on-line para enviar dados pessoais como nome, endereço e até mesmo dados bancários, há uma séria ameaça que possa deixar alguns usuários do Google Chrome abertos para serem hackeados.

Eleven Paths diz que alertou o Google sobre a extensão, na esperança de que ela seja removida o mais rápido possível.

No entanto, se você usar o Google Chrome e for solicitado a instalar o "Flash Player", verifique se ele é baixado apenas do site oficial da Adobe.
A notícia desse hack do Chrome vem com o objetivo do Google de tornar seu navegador mais fácil de usar.

No ano passado, o Google lançou seu bloqueador de anúncios incorporado em alguns países, cujo objetivo é impedir que os usuários vejam alguns anúncios pop-up em computadores e exibam anúncios animados em dispositivos móveis.

E agora o Google revelou que o bloqueador de anúncios integrado do Google Chrome será expandido para todos os países do mundo.

Foi confirmado que a expansão do bloqueador de anúncios do Google Chrome entrará em vigor em 9 de julho de 2019.


Em um comunicado, o Google disse: "Nosso objetivo final não é filtrar anúncios, mas construir uma web melhor para todos, em todos os lugares"
 
"A aplicação dos padrões da Coalizão pelo Google Chrome inspirou muitos proprietários de websites a melhorar a experiência de publicidade em seus sites de uma maneira que beneficia os usuários"
 
"Nos EUA, no Canadá e na Europa, os proprietários de websites conseguiram fazer alterações nos anúncios em seus sites"

 
"A partir de 1º de janeiro de 2019, dois terços de todos os editores que eram incompatíveis com os Better Ads Standards estavam em situação regular"

"Além disso, de milhões de sites que analisamos até agora, menos de um por cento tiveram seus anúncios filtrados."


Fonte: Express 
 

Nenhum comentário